terça-feira, 16 de setembro de 2008

Debate na Uneb.

Durante debate realizado pelos estudantes do 4º período de Comunicação Social da Uneb, campus III, em juazeiro, os candidatos à prefeitura da referida cidade tiveram a oportunidade de expor suas propostas à comunidade acadêmica e aos demais presentes no evento. Entre acusações, supostas alianças e o frenesi popular, a democracia saiu fortalecida.


Com a presença de cinco dos seis concorrentes ao cargo mais importante da cidade de juazeiro: Joseph Bandeira, PT; Misael Aguilar, PMDB; Wanck Medrado, PRP; Roberto Carlos, PDT e Isaac Carvalho, PCdoB o debate foi marcado pela forte participação, em momentos inoportunos, de parte da platéia, que além dos estudantes, professores, assessores e alguns convidados, contou com a presença de inúmeros cabos eleitorais, chegando a causar um certo constrangimento entre os candidatos.


Muitos foram os temas debatidos entre os prefeituráveis: educação, segurança, cultura, saúde, transporte público entre outros. Porém, as trocas de acusações não puderam ficar de fora, assim, como o uso constante, do nome do Presidente Lula e do Governador do estado da Bahia Jacques Wagner, que segundo os debatedores, apoiavam a cada uma das candidaturas.


O debate foi dividido em dois blocos: no primeiro, Os Jornalistas em formação (estudantes) fizeram perguntas aos candidatos, que foram escolhidos em ordem de sorteio; já no segundo e último bloco, os candidatos fizeram perguntas entre si, utilizando a mesma fórmula do primeiro, nenhum aspirante à prefeitura pôde perguntar e ser perguntado mais de uma vez por bloco.

No fim do evento, todos os pretendentes a ocupar a prefeitura, seguiram cantando vitória ao lado das suas militâncias e dos seus eleitores. A Universidade cumpriu, mais uma vez, o seu papel de difusora da democracia, além de dispor aos seus estudantes um uso prático daquilo que lhes é passado em sala de aula.

2 comentários:

Meg disse...

Que bom que vc conseguiu compreender alguma coisa diante daquela balbúrdia, pq sinceramente, o debate era para a comunidade acadêmica e não para os cabos eleitorais, ou seja, os candidatos estavam para cumprir o papel que a democracia requer e não para fazer marketing pessoal, eu particulamente, não gostei, faltou organização, mas parecia final entre FlamengoxFluminense.

Prolixo Lacônico disse...

Interessante o ponto de vista!