segunda-feira, 28 de julho de 2008

Salvador eleições 2008


Começou a disputa pelo comando da maior capital do Nordeste brasileiro. Essa promete ser a campanha mais acirrada dos últimos anos, já que todos os candidatos dos partidos tidos como grandes concorrem com reais chances de vitória.


O atual Prefeito, João Henrique, disputa à reeleição pelo PMDB. O PT lançou o nome do Dep. Federal Walter Pinheiro, o que surpreendeu a muitos, já que nas últimas três eleições rumo ao Palácio Tomé de Souza, o candidato petista fora o Deputado Nelson Pelegrino. Outro que vem com chances é o Dep. Federal ACM Neto, que entra na briga defendendo o DEM(Democratas). Já o PSDB, aposta no Ex-prefeito Antônio Imbassahy que tenta o seu terceiro mandato. Além desses, o PSOL concorre com Hilton Coelho.


A primeira pesquisa realizada pelo Data Folha após o registro das candidaturas tem o seguinte quadro: tecnicamente empatados em primeiro lugar aparecem ACM Neto (DEM) com 27% das intenções de voto e Antônio Imbassahy (PSDB) com 25%; logo atrás está o atual prefeito, João Henrique (PMDB), que obteve 19% da preferência dos eleitores; Walter Pinheiro (PT) está em quarto com 7% e Hilton Coelho (PSOL) tem 1% das intenções de voto. A pesquisa foi realizada pelo Instituto Data Folha entre os dias 22 e 23 de julho e foram ouvidos 881 eleitores na capital baiana. (
http://eleicoes.uol.com.br).

Essa, sem dívidas, será a campanha mais animada dos últimos tempos. Agora é esperar o início do Horário Eleitoral gratuito e vê o que o povo soteropolitano irá decidir no dia 5 de Outubro.

2 comentários:

Alice disse...

"Essa, sem dívidas, será a campanha mais animada dos últimos tempos."

Ahuahauhauahauahaua... Adorei essa frase e rapaz vc escreve super bem,
já parece um jornalista, agora, é só ficarmos na expectativa de quem vai angariar Salvador, mas, não me conformo q ACM Neto esteja na frente, isso não!!!


Meg Saiara

Triplicando_Alinne disse...

poxa..tow triste.ACM Neto huhuhuhunas eleições passadas não foi assim..BAIANOS ACORDEM.... o Carlismo nunca mais!